Rua Visconde de Quissamã 684, Centro, Macaé-RJ

De segunda à sexta de 09:00 às 19:00

(22) 2762-0286

Cirurgia de Varicocele

A cirurgia de varicocele, a inseminação intra-uterina e a fertilização in vitro / injeção intracitoplasmática de espermatozóides são opções para o manejo de casais com infertilidade. Entretanto, a decisão de prosseguir com qualquer uma dessas opções é influenciada por vários fatores. Como exemplo, podemos citar: presença de fatores femininos que necessitam de fertilização in vitro. Além disso, dor devido à varicocele e tempo disponível para a concepção.

A cirurgia elimina com sucesso mais de 90 - 99% das varicoceles. A melhoria nos parâmetros do sêmen, no entanto, pode levar de 3 a 6 meses. Todavia, não há acordo sobre a definição do que constitui “melhoria”.

Fatores que podem ajudar a prever a melhora, incluindo o tamanho da varicocele, o nível de hormônio folículo-estimulante e a contagem de espermatozóides móveis pré-operatória devem ser levados em consideração. Além disso, a falha no tratamento de uma varicocele pode resultar em um declínio progressivo dos parâmetros do sêmen. Tal fato, pode comprometer ainda mais a fertilidade futura.

Quanta melhora nos parâmetros do sêmen pode ser esperada após a cirurgia de varicocele?

A maioria dos estudos relatou que a qualidade do sêmen melhora na maioria dos pacientes após a cirurgia de varicocele. Fato que pode ser confirmado por uma comparação dos parâmetros de sêmen pré e pós-tratamento.

A contagem de espermatozóides mostrou aumentar em média 12 milhões de espermatozóides / mL com um aumento médio de 11% na motilidade e efeitos variáveis ​​na morfologia. Embora precisos, esses números precisam ser interpretados com cautela. Portanto, isso não significa que alguém com uma varicocele e uma contagem de esperma de 1 milhão, verá sua contagem de esperma aumentar para 13 milhões (aumento de 12 milhões) após a cirurgia de varicocele!

 

E os homens com contagem zero de espermatozoides?

Casos selecionados com azoospermia não-obstrutiva (hipospermatogênese ou parada tardia da maturação) podem responder à correção de varicocele. A cirurgia de varicocele pode resultar na restauração do baixo número de espermatozóides no ejaculado (10 - 50% de chance de sucesso). Nesses casos, o reparo de varicocele está associado ao retorno dos espermatozóides ao ejaculado, potencialmente tornando possível realizar a FIV-ICSI sem aspiração testicular ou extração (TESA ou TESE). Esses estudos também mostraram que homens com histologia de células de Sertoli ou com parada precoce de maturação não tiveram retorno de esperma ao ejaculado. É importante lembrar que homens previamente encontrados como azoospérmicos também podem ter espermatozóides encontrados no ejaculado sem intervenção. Portanto, biópsia testicular / extração de espermatozóides testicular ou correção de varicocele podem ser oferecidas a eles. Apesar disso, o valor da varicocelectomia em todos os pacientes com azoospermia não obstrutiva permanece controverso.

Quais são as taxas de gravidez após a cirurgia de varicocele?

 

Um estudo recente concluiu que o tratamento de uma varicocele em homens de casais com subfertilidade, sem outra causa pode melhorar as chances de gravidez de um casal.

Assim, podemos afirmar:

O diagnóstico de varicocele baseia-se principalmente no exame físico.
Apenas varicoceles clinicamente palpáveis ​​foram claramente associadas à infertilidade.
Adolescentes e homens jovens que não estejam tentando ativamente conceber quem tem uma varicocele e evidência objetiva de tamanho testicular ipsilateral reduzido podem receber correção de varicocele.
A maioria dos estudos mostra melhora nos parâmetros do sêmen e fertilidade após o reparo da varicocele.
O tempo para melhorar os parâmetros do sêmen é de aproximadamente 3 a 6 meses.

Em conclusão:

O tratamento de uma varicocele clinicamente palpável pode ser oferecido ao parceiro masculino de um casal infértil quando há evidências de parâmetros seminais anormais e fator feminino mínimo / não identificado. Incluindo-se a consideração da idade e da reserva ovariana.
A fertilização in vitro com ou sem ICSI pode ser considerada a principal opção de tratamento quando tal tratamento é necessário para tratar um fator feminino,

 

Top