Rua Visconde de Quissamã 684, Centro, Macaé-RJ

De segunda à sexta de 09:00 às 19:00

(22) 2762-0286

Andropausa e Reposição de Testosterona

 

A andropausa ou distúrbio androgênico do envelhecimento masculino acontece em homens com mais de 40 anos. É caracterizada pela diminuição da testosterona no sangue, que é o hormônio responsável por controlar o desejo sexual, a ereção, a força muscular e a produção de espermatozóides.

Ao contrário da menopausa que ocorre em 100% das mulheres, a andropausa acomete aproximadamente 30% dos homens. Muita gente não sabe que ela existe e, por isso, não busca auxílio. Apesar de ser um fenômeno natural do envelhecimento, é comum que ocorram sintomas indesejáveis, sendo, portanto, importante o acompanhamento urológico apropriado.

As principais manifestações clínicas que acompanham a diminuição da testosterona são:

  • diminuição da capacidade de ter uma ereção rígida,
  • diminuição do desejo sexual
  • depressão
  • irritabilidade, problemas de memória
  • diminuição da massa e força muscular
  • insônia
  • osteoporose
  • aumento da gordura abdominal

 

Diagnóstico

Deve ser baseado nos sintomas e nos exames laboratoriais. Homens entre a quarta e a sétima décadas de vida apresentam tendência de queda da testosterona total em 1,2% ao ano, trazendo, assim, grande impacto na sexualidade.

 

Tratamento

O tratamento vai depender de uma avaliação minuciosa de cada caso. A reposição de testosterona deve seguir certos cuidados, respeitando, portanto, as necessidades biológicas do paciente e mantendo as concentrações fisiológicas de testosterona no sangue.

Essa reposição pode ser administrada de diversas formas sendo, no entanto, as mais comuns são com o uso de gel transdérmico diário e injeção intramuscular periódica.

Uma reposição hormonal bem realizada, principalmente, trará:

  • melhora da ereção
  • aumento de desejo sexual
  • aumento da massa e força muscular
  • aumento da disposição para as atividades diárias
  • diminuição da gordura abdominal
Top