Rua Visconde de Quissamã 684, Centro, Macaé-RJ

De segunda à sexta de 09:00 às 19:00

(22) 2762-0286

Varicocele

 

Varicocele é a dilatação das veias dos testículos (que fazem parte do cordão espermático) e consiste em uma doença que atinge cerca de 15% dos homens, sendo a principal causa de infertilidade masculina. Apesar disso, é muito comum e facilmente tratável, acometendo em torno de 35% dos homens com infertilidade primária e 80% com infertilidade secundária. Deve-se destacar que a Varicocele não provoca distúrbios da potência sexual. Geralmente congênita, aparece na maior parte das vezes na adolescência.

O prejuízo sobre a espermatogênese inclui o aumento da temperatura testicular, estase venosa, diminuição da concentração intratesticular de oxigênio, refluxo de substâncias da glândula adrenal, entre outros.

 

SINTOMAS

O lado mais comum de ocorrer, é o esquerdo, por uma razão anatômica, sendo justificada principalmente pelo fato da veia gonadal esquerda ser mais longa (quando comparada a direita) e assim, entrar em ângulo reto na via renal deste lado. Isso provoca a formação de uma longa coluna hidrostática, com alta pressão, que dilata o plexo pampiniforme. Os sinais mais presentes são as veias dilatadas e tortuosas no escroto. Em alguns casos, causa dor, peso e/ou desconforto e pode comprometer a estética da região. Outras vezes, entretanto, é assintomática. Em idosos, a compressão da veia renal por tumores renais pode ser a causa do aparecimento súbito da Varicocele.

 

DIAGNÓSTICO

O próprio paciente ou seu médico podem perceber as anormalidades escrotais. Portanto, o diagnóstico inclui a anamnese, exame físico e análise seminal. Em alguns casos, exames complementares como Ultra-sonografia, ecografia testicular e cintilografia dos testículos são necessários.

De acordo com o grau de desenvolvimento, as Varicoceles podem ser classificadas em:

  • Grau I (Pequenas) – São palpáveis apenas com a realização da manobra de Valsalva ao exame físico.
  • Grau II (Médias)- Palpáveis facilmente sem a manobra ao exame físico
  • Grau III (Grandes)- Detectadas visualmente e palpadas com facilidade

 

TRATAMENTO

Em alguns casos é indicado o uso de suspensório escrotal, ou de cuecas mais apertadas, principalmente durante a realização de atividades físicas. Existem também alguns medicamentos que auxiliam no alívio da dor, melhorando os sintomas. Em relação ao tratamento cirúrgico, é simples e geralmente bem-sucedido. Realizado sob anestesia raquidiana ou peridural, consiste na ligadura das veias espermáticas dilatadas. A cirurgia é indicada, principalmente, quando há alterações no espermograma, como diminuição do número, motilidade ou alterações morfológicas dos espermatozoides. Destaca-se ainda, que, a correção cirúrgica da varicocele proporciona uma melhora de aproximadamente 60% nos parâmetros seminais e uma taxa de gravidez natural na ordem de 40%.

Top